Gestão de categoria: entenda sobre esse processo e como ele pode favorecer o seu negócio

A gestão de categorias é uma ferramenta na qual indústria e varejo trocam informações com objetivo de mapear e definir categorias de produtos. Dessa maneira, é possível tratar as mercadorias de forma estratégica, obtendo diversos benefícios tanto para a fábrica quanto para a loja e, até mesmo, consumidor.

Para que esse método seja implementado, é necessário que toda a cadeia de suprimentos trabalhe em conjunto. Na prática, os envolvidos utilizam softwares e análises sobre consumo para entender o desempenho de cada produto e categoria na qual o item está inserido.

Se hoje as lojas e mercados seguem uma lógica para exposição de seus produtos nas prateleiras, é porque houve uma gestão de categorias eficiente. Quer saber mais sobre esse assunto?

Continue a leitura e confira!

Por que a gestão de categorias é tão importante?

As categorias são grupos compostos por produtos similares ou substitutos organizados de maneira a atender às demandas do cliente. Antes da gestão de categorias, não havia essa classificação em conjunto. Então, cada empresa e cada loja categorizavam suas mercadorias como julgavam adequado.

O problema era o ruído na comunicação, que dificultava a escolha dos produtos que iriam para as prateleiras. Já o consumidor ficava perdido na hora de efetuar suas compras e, muitas vezes, deixava de comprar o que gostaria por não encontrar o produto — assim, a loja perdia vendas.

Com a gestão de categorias, além da organização do estabelecimento que facilita as compras, o mapeamento dos hábitos dos clientes permite que a loja faça compras mais adequadas às necessidades do consumidor.

Consequentemente, há o aumento no volume de vendas, a redução de custos operacionais, a conquista de novos clientes e a fidelização dos consumidores.

Quais os principais tipos de categorias?

Agora que você já sabe o que é, como funciona e qual é a importância da gestão de categorias, é hora de descobrir os tipos de categorias de acordo com a capacidade de atrair os consumidores ao estabelecimento.

Veja!

Destino

É a categoria pela qual a sua loja é procurada pelos clientes como o melhor local para comprar determinados itens. Por exemplo, produtos de confeitaria.

Rotina

Os produtos incluídos nessa categoria são os relacionados ao consumo básico do dia a dia do consumidor, como feijão, arroz, itens de limpeza e higiene.

Ocasionais

Nessa categoria, estão os produtos sazonais, geralmente, relacionados às festividades — como peru e ovos de Páscoa — ou estação, como fondues e sorvetes.

Conveniência

São os produtos que atendem as demandas pontuais ou emergenciais dos clientes, como alimentos congelados, petiscos, doces, lanches e alguns tipos de bebidas.

Ao longo deste post, você pôde compreender que a gestão de categorias é imprescindível para que o negócio tenha eficiência em suas compras e vendas. Por essa razão, se você ainda não aplicou essa ferramenta em seu estabelecimento, não deixe de buscar formas de implementá-la.

Quer ficar por dentro de todas as nossas novidades? Aproveite que está por aqui, assine a nossa newsletter e receba os nossos conteúdos em primeira mão, diretamente na sua caixa de entrada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.